sábado, 18 de agosto de 2012

Vem AMOR!



Vem amor 

Vem ter comigo 

deixa-me abraçar-te de mansinho, 

abraça-me tu também com mil carinhos, 

deixa que me abrigue no teu regaço meigo e doce, 

sem que o notem 

sequer os passarinhos. 


Vem buscar-me de madrugada, 

ao deitar, 

ao acordar, tanto me importa. 

Mas vem, 

vem ter comigo de repente. 

Vem, 

não tenhas medo de me levar como pretendo, 

que prometo percorrer contigo 

os que são teus 

e serão também os meus caminhos. 



Preciso partir contigo, 

conquistar novos mundos e horizontes, 

conhecer outros prazeres, 

todos aqueles que nunca me mostraste 

e desconheço. 

Preciso fugir deste meu canto 

onde me canso, 

me arrasto, rastejo de dor, 

onde tenho fome de amor 

onde morro todos os dias mais um pouco. 



Irei contigo para onde me levares 

a qualquer hora, 

tu sabes que a teu lado estarei firme, 

segura e forte 

que a teu lado não terei mais medo. 

Abraça-me amor, 

abraça-me devagarinho 

vem, 

não tenhas medo, 

cobre-me de beijos lânguidos e sentidos, 

e leva-me a viajar pelo mundo fora sem destino. 

Abraça-me no teu abraço quente de doçura 

que o tempo não vai deixar perdurar para toda a vida. 



Ouviste? 

Vem buscar-me já, 

que depois pode ser tarde, 

vem buscar-me, 

não demores e leva-me contigo, 

que só de pensar que o farás em breve 

eu acalmo, 




adormeço e me deleito em ti tranquila, 

sentindo nos meus olhos o sorriso 

que desejei sentir um dia, 

quando ainda me desconhecias 

e eu era ainda uma criança pequenina. 


Anda, 

vem buscar-me 

e dá-me esse carinho lindo que tens contigo, 

que eu não tenho 

nunca tive, 

mas que procuro em ti perdidamente! 



Fotos do Google

2 comentários:

Jessica Neves disse...

Bem Rosa isto para mim é e foi poesia, muito sentido e bonito... ao amor da sua vida!

Felicidades

Força, continue sempre

Beijinho *

Jessica Neves

Rosa Maria -Carolinalina disse...

Obrigada pela força....:)
Escrever alivia-me, dá-me prazer e muita vida!

Vou continuar a escrever histórias de vida(puramente criativas) e a deixar o meu coração segredar ao papel, o que na verdade é o meu sentir, e se isso for poesia, melhor ainda!

Beijinhos

Rosa Maria/ Inês Maomé

Beijinhos