quarta-feira, 18 de setembro de 2013

Se te amo??



Se te amo?

Se te amo?
Claro que te amo
desde que poisaste na minha face a tua boca
e a semeaste a medo de beijos doces,
melosos e quentes
e terminaste na minha boca sedenta,
e eu numa agonia de quem espera o que não chega
esperava ardente
 e depois animada  ganhei cor e vida.
Quanta sedução e exultação
no beijo primeiro dado na minha boca pela tua
Fiquei presa a ti por algo que não se descreve,
mas sente,
e assim fiquei segura por um fino fio resplandecente,
raio de luz da minha vida
presa a ti fulgente para toda a vida.
Se te amo?

Não, tu és a minha vida, a vida inteira.

INÊS MAOMÉ

1 comentário:

ANTÓNIO LEITE DE MAGALHÃES disse...

ESSE PEITO ESSE SORRISO
NESSA SINFONIA ME PASSEIO
COM UM ANJO
SEM MÁCULA APENAS SABOREANDO O IRRADIAR
DESTA IMAGEM DE LUZ VERDADEIRA A TODOS ABERTA
COMO UM ALTAR SAGRADO UM CORPO UMA ALMA
E UMA PROMESSA
SINTO-ME VELEIRO NUM MAR TRANQUILO
NAVEGANDO NO TEU CORPO
SEM ONDAS DE TERRAMOTO MAS VAGAS DE DESEJOSO
IMENSAMENTE SENTIDOS
ONDE UM CORAL DE AMOR SURGE
EM COLORIDOS BANCOS
ONDE ME MERGULHO COMO MEU FUTURO

(antónio leite de magalhães-2013-sintra)